Lígia, 24 anos. A pior hora é quando eu lembro que tenho que entrar aqui e atualizar esse número mais uma vez.

Contato/MSN: ligiamelia@hotmail.com

Alquimia do Verbo

Onomatopéia

One Last Run

Um pouco de bossa

Tutameia em Prosa

Amarelo Banana

Champ Vinyl

Champ Chronicles

Me Exorcisa

O Vale de uma Boneca

Isshou

Carolina Villenflusser

Manual do Cafajeste

Te Dou Um Dado

 

Você já: Teve um encontro? Foi um stripper? Saiu ...

Eu sempre me pergunto: que perversidade é essa de ...

Contava meu professor de História Medieval de quan...

Nada É Impossível De Mudar Desconfiai do mais tri...

Ontem eu presenciei uma cena que me deixou com um ...

Tenho algumas compulsões na vida. Uma é comprar ro...

Maio 2006

Junho 2006

Julho 2006

Agosto 2006

Setembro 2006

Outubro 2006

Novembro 2006

Dezembro 2006

Janeiro 2007

Fevereiro 2007

Março 2007

Abril 2007

Maio 2007

Junho 2007

Julho 2007

Agosto 2007

Setembro 2007

Outubro 2007

Novembro 2007

Dezembro 2007

Janeiro 2008

Fevereiro 2008

Março 2008

Abril 2008

Maio 2008

Junho 2008

Julho 2008

Agosto 2008

Setembro 2008

Outubro 2008

Novembro 2008

*quarta-feira, 31 de maio de 2006

Hoje eu fui com uma amiga assistir o filme "O Prazer é Todo Meu", no abandonado Gemini. Pagamos R$ 4,50 pela entrada e, como promoção de aniversário do cinema, ainda ganhamos um refrigerante de 500ml. Nada mal.

O filme não é lá o que de melhor o cinema francês já produziu, mas garante algumas risadas. Seu enredo é centrado na personagem Louise que, de uma hora para outra, pára de ter prazer sexual. O interessante do filme é que, procurando resolver o seu próprio problema, Louise acaba ajudando sua mãe e sua irmã que mantinham uma vida sexual ativa só para satisfazerem seus respectivos maridos.

Fui pesquisar na internet quando cheguei em casa e me deparei com várias pesquisas que indicavam que cerca de 40% das mulheres nunca, NUNCA tiveram um orgasmo. Não encontrei estatística sobre as que tiveram só uma vez, ou as que de veeez em quando têm, que fingem que têm, que acham que têm. Mas, se 40% nunca tiveram, acredito que os outros números também devem ser bem altos.

Daí eu me pergunto (e eu mesmo respondo): por que tantas mulheres têm uma vida sexual tão ruim? Porque ouviram desde sempre, da religião, da sociedade, da família, que sexo é uma coisa suja, feia, vulgar. Porque sexo não deve ser um assunto a ser discutido, falar de sexo é coisa de tarado.

---------

Por que não incentivar o uso da pílula e da camisinha ao invés de dizer que sexo é pecado?
Por que não dar aulas de educação sexual ao invés de tratar o sexo como assunto proibido?
Por que não conversar com os filhos abertamente ao invés de vê-los com um filho indesejado?
Por que não tratar o sexo como algo natural ao invés de objeto de piadas para adultos?
Por que não sentar e conversar ao invés de fingir que está tudo uma beleza?

--------

Essa é só uma das coisas do mundo que eu acho que estão muito, muito erradas...
Ah, e para dar uma animada: inauguramos hoje o BLOG DAS VINGADORAS. =)


por Amelie às 19:42 | 5 comentários

____________________________________________________