Lígia, 24 anos. A pior hora é quando eu lembro que tenho que entrar aqui e atualizar esse número mais uma vez.

Contato/MSN: ligiamelia@hotmail.com

Alquimia do Verbo

Onomatopéia

One Last Run

Um pouco de bossa

Tutameia em Prosa

Amarelo Banana

Champ Vinyl

Champ Chronicles

Me Exorcisa

O Vale de uma Boneca

Isshou

Carolina Villenflusser

Manual do Cafajeste

Te Dou Um Dado

 

Ai Liginha, Liginha, sua bobinha, o que acontece c...

Sao apenas tres horas, mas o fuso estah me deixand...

I've just decided that I believe in love at first ...

Voce descobre que ama NY quando...- Compra um sapa...

Hoje, olhei pela janela, e lah estavam eles. Branq...

"Voces sao do Brasil? Mas eh carnaval, o que voces...

Ontem, eu estava na estacao de metro da rua 23 com...

Para quem possa interessar, estou em NY. Ja vi o E...

-Escova de dente?-Peguei.-Pijama?-Peguei.-Alguma c...

Eu tava sentada no banco do ônibus, do lado de uma...

Maio 2006

Junho 2006

Julho 2006

Agosto 2006

Setembro 2006

Outubro 2006

Novembro 2006

Dezembro 2006

Janeiro 2007

Fevereiro 2007

Março 2007

Abril 2007

Maio 2007

Junho 2007

Julho 2007

Agosto 2007

Setembro 2007

Outubro 2007

Novembro 2007

Dezembro 2007

Janeiro 2008

Fevereiro 2008

Março 2008

Abril 2008

Maio 2008

Junho 2008

Julho 2008

Agosto 2008

Setembro 2008

Outubro 2008

Novembro 2008

*domingo, 17 de fevereiro de 2008

quero me casar aos 35 anos. a ideia de morrer sozinha me assusta. os gatos eu jah tenho. quero parar por ai. e antes que me venham dizer "que besteira eh essa, ligia, voce morrer sozinha", eh fato que minha vida amorosa sempre foi um lixo. entao, a verdade eh essa. se nao deu certo ateh agora, a chance nao eh pequena de que nunca de.


mas ateh lah, eu quero me apaixonar por uma pessoa por dia. me apaixonar por um olhar, um sorriso, uma bunda, por que nao? a vida eh soh uma para a gente nao experimentar. quero ter mil e quinhentos primeiros beijos, nem que sejam tambem o ultimo. se eu parar pra pensar que eu posso viver uns 80 anos, a perspectiva de dividir minha mais da metade da minha vida com alguem jah eh assustadora, quanto mais comecar com isso agora. ateh lah, quero dividir minha vida com quantas pessoas for possivel.

quero ter dois filhos, um menino, felipe, e uma menina, luiza, e quero muito. mas eles que me perdoem, mas por enquanto tenho nojo de coco de bebe e quero continuar tendo por mais uns quinze anos. quero ter dinheiro pra arrumar meus peitos depois, por que nao? por enquanto, ainda quero ser filha. outro dia, discutia com um cara de 32 anos o que era ser adulto, e mesmo aos 32 anos, ele ainda parecia nao saber. comentei que, para mim, ser adulto eh quando voce deixa de ser filho para ser pai.


ou entao, ser adulto eh quando voce nao pode simplesmente pedir demissao na hora que se cansar daquele lixo de trabalho.


sou romantica, mas nao choro em casamentos. prefiro ter alguem com quem dividir a velhice do que ter uma carreira extremamente promissora, se eu tivesse que escolher, pois eh, penso mais no amor. mas acho um disperdicio ver as pessoas ao meu redor se casarem aos 23 e terem filhos aos 25. hoje, sou pelo sexo por prazer, o amor sem compromisso, o carinho passageiro.


quero ter, eventualmente, alguem que se interesse por mim, que se preocupe. mas, antes disso, quero sair sem deixar recado, viajar soh porque deu vontade, sumir por um dia inteiro sem dar noticia. quero poder ser egoista, gastar todo o meu dinheiro comigo, a menos que me de vontade. nao quero ser responsavel por ninguem, nem que ninguem seja responsavel por mim. quero ter o direito de fazer besteira, de pisar na bola, de agir sem pensar.


pois eh.


por Amelie às 10:10 | 4 comentários

____________________________________________________